30.10.09

habitar o jardim da estrela

O treehouse hotel é um lugar mágico, um esconderijo romântico dentro da natureza. É um micro espaço colocado entre as árvores para brincar, trabalhar, ou sonhar. Este projecto experimental de arquitectura e design foi realizado para a Experimenta Design 09 pelo estúdio dass com o objectivo de sensibilizar o público para temas essenciais como o futuro das nossas cidades, a importância dos espaços verdes e a sustentabilidade urbana. Oferece-se pois a experiência única de dormir uma noite no Jardim da Estrela: estará montado até dia 9 de Novembro, com a possibilidade de duas pessoas ali dormirem, dispondo também de WC e lavatório, tal como cama/sofá e um terraço com uma vista fabulosa sobre o Jardim da Estrela. Enjoy!

29.10.09

Beatriz

Beatriz da Conceição Pais Pinheiro de Lemos faz parte do grupo de mulheres que, na viragem do século XIX para XX, reflectiu sobre o que é ser mulher na sociedade, contribuindo para a divulgação do feminismo em Portugal. Nasceu no dia 29 de Outubro de 1871, em Viseu, onde estudou e veio a fazer parte da revista literária Ave Azul, que dirigiu com o marido, António Lemos. Centro de debate sobre a emancipação das mulheres, foi ali que incitou as mulheres à luta para que «reinvindiquem os seus direitos, que façam por conquistar a igualdade civil e política, que sejam nos bancos das Escolas as dignas rivais dos mais inteligentes e dos mais estudiosos.» (15.08.1899, Ave Azul, p.324). Beatriz Pinheiro foi para além de feminista e republicana, escritora, actriz amadora e executante de harpa. Presidiu à União de Senhoras Liberais de Viseu e fundou a Escola Liberal de João de Deus, destinada a raparigas desfavorecidas. Sobre ela, pode consultar-se o Dicionário no Feminino (Direcção Zília Osório de Castro e João Esteves, Livros Horizonte, Lisboa, 2005). Beatriz colaborou ainda em variadíssimos periódicos da sua época: A Beira, Nova Aurora, Alamanach das Senhoras, A Crónica, Alma Feminina, entre outros. Despediu-se do século XX a 14 de Outubro de 1922.

texto




No teu rosto começa a madrugada.
Luz abrindo,
de rosa em rosa,
transparente e molhada.

Melodia
distante mas segura;
irrompendo da terra,
quente, redonda, madura.

Mar imenso,
praia deserta, horizontal e calma.
Sabor agreste.
Rosto da minha alma.

«Retrato», in Os Amantes Sem Dinheiro, de Eugénio de Andrade.

som

imagem


Fotografia de Rita Carmo (em exposição na 33ª ModaLisboa, Cidadela de Cascais, 8 a 11 de Outubro).

26.10.09

Mais imagens de moda 2010

«GEOgraphic»

Nuno Baltazar, «Morabeza», ou moda com sabor a 'morna'.




Moda com ritmo: Luís Buchinho.











José António Tenente, num certo saturday night fever aplicado à colecção masculina, bem como feminina.








Ricardo Dourado visita na sua colecção Mulher a década de 90 e a sua afirmação desportista com um toque «grunge».












«O homem de Lisboa» é a ode em matéria de moda que Nuno Gama dedica ao vestuário masculino, através da sua mais recente colecção.
Arquivo ModaLisboa/ Fotografia Rui Vasco.

As chaves de Dino



«Protege-te como a um tesouro» é a mensagem implícita à colecção de Dino Alves para o próximo Verão. Daí o criador ter 'salpicado' a sua roupa de homem e mulher com chaves, correntes, e cadeados, que decoram exteriormente a sua edição de malas de viagens. Viajar na moda com Dino é sempre um desafio. A sua ideia de protecção estende-se ao corpo e a como devemos defendê-lo, sendo este a maior jóia ou tesouro que possuimos. Os vários sentidos que Dino desenha à volta de um corpo de mulher e de um homem começam na sua imaginação, adquirem espessura no seu atelier e prolongam-se na passerelle, onde ganham vida. Podemos nós tratar uma peça de Dino como uma «jóia»? Gosto de pensar que sim.




Arquivo ModaLisboa/ Fotografia Rui Vasco

Uma gatinha de luxo


No seu 35º aniversário a marca Hello Kitty convidou diversos nomes da moda nacional para participarem com criações exclusivas para um leilão de solidariedade, cujos fundos reverterão a favor da instituição Ajuda do Berço. O desfile decorreu na recente edição da ModaLisboa, na Cidadela de Cascais.
Cada designer participou com a sua visão da gata nipónica mais famosa do mundo. Foi um desfile colorido, onde o rosa e o vermelho saltaram à vista. Diversas criações destacaram-se pela interpretação peculiar, como foi o caso de Maria Gambina que apresentou uma burka.

Nuno Baltazar, José António Tenente, Miguel Vieira e Luís Buchinho primaram por peças elegantes e sofisticadas, enquanto que Katty Xiomara apresentou um feminino e romântico quimono de tons rosa que caracteriza muito bem o espírito das peças da designer. As criações de Isilda Pelicano e Valentim Quaresma evidenciaram-se pela sua sensualidade e ousadia. Parabéns Kitty!


Miss Martin

Em cima, Lara Torres; no meio, Maria Gambina; em baixo, Katty Xiomara. Fotos: Arquivo ModaLisboa/Fotografia Rui Vasco



23.10.09

Katty, Ana, Alexandra, e todas as mulheres



















Katty Xiomara, Verão 2010

«Red», Alexandra Moura Verão 2010.
Arquivo ModaLisboa/ Fotografia Rui Vasco

21.10.09

O lugar onde me visto sou

Juntas e ao vivo - Lara Torres, designer de moda (em cima, à direita), e Ana Santos, artista - num projecto-performance apresentado na modalisboa, em que nos situaram como «lugar» relativamente à roupa. Juntas, chegaram a uma série de peças, verosímeis e versáteis, duplas-peças por vezes, que se vestem como os lugares e como retrato de um estar. Numa sequência de movimentos que tantos nos arrastava para o alto de uma montanha, como para a geometria do trabalho de moldes no atelier, a realidade é que a leitura é de quem a faz. Parabéns a Lara e a Ana, pelo trabalho apresentado.




gosto de mim como sou, neste lugar. faça chuva, ou faça sol.








o vestuário como lugar.












Foto: Arquivo ModaLisboa/ Fotografia Rui Vasco.











20.10.09

Adoro botões





Quando li o material escrito sobre a colecção desta dupla - White Tent - fiquei bastante curiosa em ver como retomavam a ideia dos trajes dos Pearly Kings of London e transpunham esse filão de botões de madrepérola para este lado do Atlântico. Organização tradicional de caridade, com origem na classe trabalhadora, os Pearly Kings and Queens são conhecidos desde o século XIX por decorarem os fatos com botões, e o mais conhecido entre eles foi Henry Croft, que cobriu inteiramente um fato com botões que recuperou da carga de uma navio japonês naufragado no rio Tamisa.
A dupla de designers - Pedro e Evgenia - quis produzir os seus próprios botões e com o tecido assim recortado criar outras peças, que ajudaram a emoldurar a sua colecção para a próxima Primavera/Verão apresentada na recente 33ªModaLisboa - Fashion Force. A cidade das mulheres admirou o trabalho e deixa-vos aqui algumas fotos (Arquivo ModaLisboa/ Fotografia Rui Vasco).

Enquanto designers, estamos numa posição que nos permite perpetrar mudança, criando benefícios culturais, sociais e ambientais.» [White Tent]


18.10.09

Dias da diversidade

Hoje ainda se poderá acorrer aos «Dias da Diversidade», uma campanha europeia Pela Diversidadede, Contra a Discriminação. Em Lisboa, os Dias da Diversidade - Centro Comercial Colombo (Praça Central) – contam com a UMAR (entre outras entidades), neste que é o Dia Europeu Contra o Tráfico de seres Humanos.

15.10.09

Sara


Sara Lamúrias assina a sua etiqueta «aforestdesign», e propõe para o próximo Verão uma colecção de homem e mulher eivada de ícones de lobos, de crochets apelando ao artesanal e aos materiais naturais. Como é intitulada a entrevista feita a Sara por Danielle Melisse Butcher, «Das ideias cresce uma floresta» (in Lab, Outubro 2009).





Agustina


Parabéns Agustina Bessa-Luís!

14.10.09

repete lá...

«Joan as police woman». acho que já passei este video, mas aqui está ela de novo, Joan, a cantora que canta amanhã em Lisboa, no Lux-Frágil, depois das 23h00. O tema hoje roda aqui para a Vanessa, que faz anos. Parabéns Vanessa!

V!TOR






«Watch the Greek» é o título da colecção de Vitor Bastos, para o Verão de 2010. Pela primeira vez na passerelle da ModaLisboa, a etiqueta «V!tor» escolheu dar o seu pontapé de saída com um toque de comentário sociológico aos acontecimentos do ano passado na Grécia. Nascido em São Paulo, no Brasil, há 23 anos, estudou no CITEX, no Porto, onde chegou em 2004. No seu segundo ano do curso fundou o projecto «Ofilhobastardo». A cidade das mulheres salientou o seu trabalho no interior do espaço Workstation da ModaLisboa em 2008. Já este ano Vitor Bastos foi convidado para representar Portugal no concurso Jovens Criadores (Skopje, Macedónia) e sábado passado apresentou «V!tor» na 33ªedição da ModaLisboa, uma colecção de peças unissexo, de estrutura simples e funcional, e com detalhes-surpresa.

10.10.09

A NOSSA selecção

viva! a moda tem este efeito inebriante em mim. é verdade. não há que esconder. então se juntarmos um pouco de brio nacional, é certinho. gosto de soletrar bem os-nossos-criadores. No feminino e masculino.
Hoje na ModalisboaEstoril apresentam-se na passerelle da cidadela de Cascais «v!ctor» que assinava há um ano ou pouco mais uma etiqueta bastante interessante designada «filho bastardo». Agora o dito filho faz uma etiqueta em nome próprio, inspirada nesta colecção nos acontecimentos da Grécia - Watch the Greek - como se de um diário se tratasse: «noite de sábado», «domingo», «segunda-feira». Mostraremos aqui em breve esta colecção pós-pós helénica.
O dia continua com Katty Xiomara, que estabelece as suas analogias visuais entre a flor e a mulher: «traduzimos esta mestria das suas vestes; a construção por camadas, as infinitas texturas, o universo de matizes, o delicioso toque e a sua negligenciada elegância.» Depois é a vez de «aforest» (18h), a etiqueta de Sara Lamúrias, que nos dará a conhecer uma nova colecção, «ouvrage», de peças feitas à mão em crochet, a que se segue Luís Buchinho (19h00), e Nuno Baltazar (20h00).
Em dia de céu azul e reflexão – na moda ou fora dela – a noite cai ao sabor de Ana Salazar (21h00). A cidade das mulheres estará lá para testemunhar mais uma colecção da nossa pioneira da moda. «Light enough» é o tema da sua colecção Primavera/Verão 2010.
Muitas fotos vão chegar – fresquinhas e boas, directamente da objectiva de Rui Vasco, fotógrafo oficial da ModaLisboa – nos próximos dias. Precisamos de vos mostrar aqui o banho de multidão que foi ontem à noitinha o desfile do José António Tenente, que tinha um DJ «in the house», muito funk, e era isso mesmo que JAT queria.
Entretanto, quem andar pela cidadela neste fim de semana terá muitos motivos de interesse para lá estar: convívio, luz, cor e acção, e ainda a objectiva de Rita Carmo, que fotografa convidados/as a seu bel prazer, sobretudo quando têm características de «tribo urbana». De seguida, expõe as fotografias,quais instantâneos da moda.

Legenda da foto de grupo: em cima, da esquerda para a direita, Lara Torres, Sara Lamúrias (aforest), Vítor Bastos (V!ictor), Eugenia Tabakova e Pedro Noronha-Feio (White Tent), um pormenor retirado da fotografia-poster, pertencente ao fanzine distribuído pelos designers de moda no seu desfile na sala «Lab», cuja contracapa serve aqui de fundo ao passe de imprensa que a cidade das mulheres utiliza no interior dos desfiles desta 33ªedição da ModaLisboa, dedicada à Primavera/Verão de 2010, e sob o título fashion force. Que a força esteja convosco, que é o mesmo que dizer...

Diana

7.10.09

A força da moda

ModaLisboaEstoril apresenta a partir de quinta-feira Fashion Force’33, o que constitui também o fim do ciclo da ModaLisboa no Estoril. Dias 8, 9, 10 e 11 de Outubro, na Cidadela de Cascais, Fashion Force’33 ameaça ser um exercício de energia positiva, numa frente colectiva de criação representada pelas colecções dos designers nacionais para o Verão 2010.
«As palavras de ordem da 33ª edição são liberdade, iniciativa e movimento. A inspiração é um manifesto oficial contra a uniformização e massificação do gosto. Uma intervenção rigorosa sobre a moda e os seus modelos - e uma proposta urgente para a alteração dos paradigmas. Porque ninguém estará isolado nesta Nova Ordem global que se vai desfilando, uma ideologia que une o estilo à substância, a música à imagem, o real ao virtual, e uma mensagem que devolve a moda ao mundo. Fashion Force’33 promete a diferença e o combate à indiferença. Promete a resistência e a resiliência para com os princípios de vitalidade, profissionalismo e coragem que sempre partilhámos com o nosso público. O ciclo da ModaLisboa no Estoril não se desviou nem desvirtuou do seu caminho original, e a incansável dedicação do público enche-nos de orgulho.»
As armas de criação maciça são as únicas que importa contar nestes quatro dias: a força da moda assim o dita.

QUINTA-FEIRA, DIA 8
19H00 Alves/Gonçalves (restrito a convidados dos criadores)
20H00 Ricardo Preto
21H00 TM Collection (by Teresa Martins)
22H30 Filipe Faísca

SEXTA-FEIRA, DIA 9
19H00 Alexandra Moura
20H00 White Tent - LAB
21H00 CIA Marítima
22H30 José António Tenente (Farol Hotel Design)

SÁBADO, DIA 10
15H00 Vítor - LAB
16H00 adidas
17H00 Katty Xiomara
18H00 aforestdesign – LAB
19H00 Luís Buchinho
20H00 Nuno Baltazar
21H00 Ana Salazar

DOMINGO, DIA 11
15H00 Lara Torres – LAB
15H30 Hello Kitty
16H30 Pedro Pedro
17H30 Nuno Gama
18H30 Aleksandar Protich
19H30 Dino Alves
20H30 Ricardo Dourado
21H30 Miguel Vieira

[CIDADELA DE CASCAIS - Av. D. Carlos I - Fortaleza da Cidadela. 2750-310 Cascais]

6.10.09

Agnès, ou, la fête ... du cinema

A partir de quarta-feira, a festa do cinema francês está aí para quem quiser entrar na dança. Dia 7, 21h00, Cinema São Jorge, Agnès Jaoui, «Parler-moi de la pluie», com a presença da realizadora. C'est ça. Bons filmes!





5.10.09

amália (II)



Amália Rodrigues (1920-1999), «Povo que lavas no rio».

amália

Duas exposições: uma mulher, uma voz, uma república (viva!):
«amália coração independente»
17h30 no museu da electricidade,
19h30 museu colecção berardo.