25.11.10

Faces de Eva 24


O lançamento da próxima edição da Revista Faces de Eva que terá como tema de capa a feminista, tradutora, autora, jornalista e professora alemã Luise Friederike Ey tem lugar no próximo dia 2 de Dezembro, pelas 18H00, no GOETHE-INSTITUT, em Lisboa.
Estarão presentes na mesa da apresentação a Secretária de Estado da Igualdade, Elza Pais, directora da Revista Faces de Eva. Estudos sobre a Mulher, Zília Osório de Castro, e ainda Astrid Wiesbaum Paiva Boléo, a oradora convidada.

Mulher «amiga de Portugal» que trabalhou,
sem tréguas, pela cultura portuguesa,
até aos oitenta e dois anos.
[
Luísa Vianna de Paiva Boléo]

24.11.10

festa SOS racismo


De Cacilhas à Guarda, passando por Lisboa


João Esteves e Maria Emília Stone (Faces de Eva, FCSH/UNL) vão estar na Escola Secundária Cacilhas Tejo no dia 26 de Novembro, às 15h, para dar uma conferência sobre as "Vivências Monárquicas" versus "Mulheres na 1ª República". Em Lisboa, prossegue o ciclo de conferências organizado por Faces de Eva (FCSH/UNL) na BMRR, às 15h00, e para a semana, no Museu da Guarda, há «Tertúlias» no dia 3 de Dezembro, com a presença de Natividade Monteiro, Regina Tavares da Silva, e João Esteves (moderador). O ciclo «Percursos, conquistas e derrotas das mulheres na 1ªRepública» termina dia 4, na Biblioteca-Museu República e Resistência, em Lisboa.

In memoriam Luísa

Luísa era Mulher, camarada, alegria, gargalhada, delicadeza, amizade, verdade, pureza, Mãe. Luísa era. Luísa continua a ser, será sempre. Connosco. Com a Arte, com a cidadania, com a responsabilidade, com a aventura. Luísa foi galerista na Monumental. Luísa, como nós, era KARNART. Desde 2002. HÚMUS ser-lhe-á dedicado. Integralmente.
Luís Castro
[In memoriam Maria Luísa Vieira Crespo Ferreira, f.21.11.2010]

22.11.10

Violência não!

Na quinta-feira, dia 25 de Novembro, irá realizar-se uma sessão evocativa do Dia Internacional para a Eliminação de todas as Formas de Violência Contra as Mulheres, na qual estará presente a Secretária de Estado da Igualdade, Elza Pais. Nesta sessão que decorrerá no Museu do Fado, pelas 16h30, será apresentado o IV Plano Nacional Contra a Violência Doméstica e a Campanha Nacional de Combate à Violência Doméstica. (Museu do Fado: Edifício do Recinto da Praia, Largo do Chafariz de Dentro, 1, Lisboa).

20.11.10

mulheres e artes/ women and arts

The American Studies Group of the University of Lisbon Centre for English Studies is organizing the international conference “Women and the Arts: Dialogues in Female Creativity in the U.S. and Beyond” (15-17 June 2011). The three-day gathering will promote a reflection on women's artistic production, contrasting the U.S. context with other cultures.The conference will cover multiple areas, including writing, the visual arts, music, and the performance arts. We will debate women's aesthetic expression in the U.S. and elsewhere in these diversified fields, from modernity to the contemporary age, and reflect on the specific conditions of production, circulation, and reception of their works. We aim to engage scholars from a wide range of areas, as well as artists, critics, and curators in order to foster interdisciplinary debate. Among our invited participants are Professor Sandra M. Gilbert, groundbreaking critic, theorist, and poet, who will give a plenary lecture, and renowned storyteller Laura Simms, who will be mentoring a workshop.
The list of suggested topics for research and discussion includes: "The U.S. and Beyond - Comparative Approaches", "The influence of American gender theory and politics", "Women's Art and American Regionalism", "Criteria for the definition of a specifically feminine cultural and artistic production", "Critical revisions towards representative literary and art histories", "Canonical dynamics and the transatlantic debate", "Women artists' perspectives on traditions, categories, and the politics of art institutions", "GLBT subjectivities and the arts".

CALL FOR PAPERS - DEADLINE 31 January 2011
250-word abstracts and 250-word bios should be sent in the body of the message to
womenartslisbon@gmail.com by 31 January 2011.

MVV


19.11.10

Conferência de Faces de Eva neste sábado


YWC


YES WE CAN :)






VVV


Amanhã a partir das 15h00 no Rua da Imprensa Nacional Vítor realiza uma Venda Vintage: são cerca de 50 peças de vestuário, na sua maioria de lojas portuguesas e algumas de lojas francesas; no seu conjunto, são peças que foram sendo adquiridas por duas gerações de mulheres de acordo com o seu dia a dia e os eventos sociais. «Da memória destes eventos existem algumas peças que podemos designar de alta costura, contudo portuguesa. Quanto aos acessórios são maioritariamente chapéus, contudo existem luvas e algumas malas igualmente. Em ambos os casos, estou a falar de peças que representam desde a década de 40 até aos anos 80», afirma Vítor Pombo.

Para mais informações, contactar pombo.vitor@gmail.com

Vintage Sale na Rua da Imprensa Nacional, nº21, 2º fte, dia 20.11.2010, pelas 15h.

18.11.10

Marcha Mundial das Mulheres (III)


Amanhã, 19 de Novembro, pelas 21h, no IPJ (Instituto Português da Juventude) de Moscavide, a Coordenação Portuguesa da Marcha Mundial das Mulheres promove um debate internacional sobre Paz, Desmilitarização e Feminismos, o qual está integrado no Encontro Europeu da Marcha Mundial das Mulheres, a decorrer em Lisboa, de 19 a 21 de Novembro.

The World March of Women's Vision on Peace and Demilitarisation
Michelle Spieler (Membro do Comité Internacional da Marcha Mundial das Mulheres)

Entre a violência e a resistência. Marcha Mundial das Mulheres no Congo
Judite Fernandes (Coordenação Portuguesa da MMM. UMAR-Açores)

A destruição dos detalhes: O efeito do militarismo no quotidiano de mulheres árabes
Shahd Wadi (Doutoranda em Estudos Feministas na UC)

Pela Paz no Mundo, Mulheres dizem não ao militarismo e à NATO
Almerinda Bento (Coordenação Portuguesa da MMM. UMAR)

Nothing good comes out of war
Teresa Cunha - Acção para a Justiça e Paz


Organização: coordenação Portuguesa da Marcha Mundial das Mulheres
http://www.marchamundialdasmulheres.blogspot.com/

Marcha Mundial das Mulheres Portugal

Marcha Mundial das Mulheres (II)

NÃO à NATO: Mulheres da Europa reúnem em Lisboa

Nos próximos dias 19, 20 e 21 de Novembro, cerca de 40 mulheres de 10 países europeus irão participar no Encontro Europeu da Marcha Mundial das Mulheres, que terá lugar em Lisboa.

No dia 19 irá realizar-se um debate internacional sobre Paz, Desmilitarização e Feminismos. No sábado far-se-á o balanço da 3ª Acção Internacional da Marcha Mundial das Mulheres, que decorreu ao longo de 2010 em todos os continentes e em mais de 100 países – designadamente em Portugal – e que terminou com o Encontro Internacional sobre Paz e Desmilitarização, na República Democrática do Congo, entre 13 e 17 de Outubro, evento que, depois de mobilizar ao longo do ano milhares de mulheres em todos os continentes, reuniu 20.000 mulheres vindas de 42 países nas ruas de Bukavu, província de Sud Kivu. O dia terminará com a participação da Marcha Mundial das Mulheres na Manifestação Anti-Nato, prevista para as 15h no Marquês de Pombal.

A Marcha Mundial das Mulheres é um movimento mundial de que reúne centenas de organizações de base e grupos informais, na Europa, na América, na Ásia e em África. Juntas lutam contra todas as formas de desigualdades e discriminações contra as mulheres. Criada em 1998, com vista a denunciar e eliminar as causas da pobreza e da violência, a Marcha Mundial das Mulheres visa uma mudança politica, económica e social.

Coordenadora Portuguesa da Marcha Mundial das Mulheres


Para mais informações:


Marcha Mundial das Mulheres Portugal

12.11.10

Ciclo de conferências


No tempo da...

Como a nossa República, a revista Vanity Fair celebra 100 anos. Longa vida para ela(s)!

11.11.10

tomar chá com lara, sem chapeleiro louco

O chá será servido no próximo sábado, dia 13 de Novembro, pelas 16h00, numa venda de Natal onde estarão disponíveis peças de colecções anteriores de Lara Torres a 40% e 50% de desconto. A venda contribuirá para a execução do seu projecto em curso An impossible wardrobe for the invisible, a apresentar em 2011 no Studio Atelier na Avenida da Liberdade, 211 - 3ºdto, Lisboa.

9.11.10

Aminetu

Aminetu Haidar vai estar amanhã, dia 10 de Novembro, pelas 18h30, na Reitoria da Universidade de Lisboa
A 14 de Novembro de 2009. Aminetu Haidar foi expulsa do seu país ocupado (o Sahara Ocidental) pelas autoridades marroquinas quando regressava a El Aiun, depois de ter recebido em Nova Iorque o Prémio Robert F. Kennedy, distinção atribuída anualmente pela prestigiada fundação a defensores dos direitos humanos que se tenham distinguido pela sua coragem, pondo em risco as suas próprias vidas. Sobre Haidar pendia a acusação: ter escrito SAHARAUI no espaço reservado à nacionalidade do impresso de fronteira. Após 32 dias de greve de fome, na inóspita aerogare de Lanzarote, Canárias, Aminetu fez vergar a prepotência da potência ocupante e congregou a simpatia e a solidariedade à resistência do seu Povo em todo o mundo.
Nos momentos mais dramáticos da longa greve de fome, José Saramago — preocupado com o débil estado de saúde de Aminetu —, escrevia à consciência mundial: Aminetu não tem um problema. Um problema tem seguramente Marrocos. E pode resolvê-lo… terá que resolvê-lo. Não se trata apenas de um problema de uma mulher corajosa e frágil, mas sim o de todo um povo que não se rende já que não entende nem a irracionalidade nem a voracidade expansionista, que caracterizavam outros tempos e outros graus de civilização…
Aminetu Haidar está em Portugal para agradecer a todos aqueles que, há um ano atrás, se solidarizaram com a sua luta.
Vamos recebê-la carinhosamente, associando-nos à iniciativa da Reitoria da Universidade de Lisboa.

4.11.10

...esta semana


A conferência internacional «As Mulheres em Cabo Verde: Experiências e Perspectivas» terá lugar nos proximos dias 9 e 10 de Novembro, na Reitoria da Universidade de Cabo Verde, a partir das 8h30.

In memoriam ...

A investigadora e activista ambiental Paula Cristina Fernandes Tavares (3.11.1072-8.9.2009) é homenageada neste livro, apoiado pelo Instituto Superior Técnico - onde ela integrou o Centro de Geossistemas (CVRM) - apresentado ontem no Salão Nobre, pelas 19h00, que ficou cheio com a presença de toda a comunidade que se quis juntar a esta homenagem solidária: uma grande família feita de afectos e muita saudade.
A poesia ajuda sempre a vencer estes momentos de ausência e aqui deixo um poema da autoria de Maria Teresa Horta, «Apego» (em Só de Amor, «Frente e verso», Dom Quixote, Lisboa, 2009).
Chamo navegar
a este apego
A este acinte
aportado ao mote,
que é amar sem nunca desamar
mesmo para lá da própria morte.

3.11.10

Eneias & Baltazar





Uma versão moda de Dido e Eneias levada à ModaLisboa por Nuno Baltazar (Verão 2011). Obrigada à Rita Carmo pela fotografia que documenta a nossa chegada à zona da passerelle: o espaço estava repleto, com grande animação, muitas câmeras fotográficas, convidadas/os de várias origens que acorreram ao mercado (da ribeira) para assistir a uma opereta muito urbana, colorida, e de toque helénico. A viagem continua ... para além das «figuras mitológicas e amores impossíveis».

ATI

Arte, Tecnologia e Intimidade é uma conferência promovida pelo centro de estudos de comunicação e linguagens (cecl), inserida no projecto «A História é Clandestina», com Maria Teresa Cruz e Margarida Carvalho, que terá lugar amanhã no Auditório 1 da FCSH/UNL, na Avenida de Berna 26 C, em Lisboa.
No dia 28 de Outubro, pelas 19h30, teve lugar a estreia da performance digital "A História é Clandestina", uma peça tecnológica sobre álbuns de fotografias pessoais, a memória e a intimidade. A partir desta ideia, seis artistas foram convidados a partilhar os seus álbuns de família e através deles criar pequenos quadros performativos de histórias íntimas (pessoais). Através da ligação à Internet, as histórias são transmitidas de espaços privados em Lisboa, Hamburgo e Atenas para um espaço público mas clandestino. O projecto integra as performances de Eunice Gonçalves Duarte, Igor Stromajer, Luís Castro, Rita Lucas Coelho, Rui Mourão e Yiannis Diamantis.
Entretanto, em Valencia, Espanha, está a decorrer (até amanhã) o CIMUAT: Congresso Internacional Mulher, Arte e Tecnologia na Esfera Pública, na Universidade de Valencia.

2.11.10

vestuário (lá) de casa

A marca Sétimo Céu Homewear nasceu em 1994 com o objectivo de criar um novo conceito de roupa homewear para toda a família, desde pijamas, a roupa para simplesmente “estar por casa”.
Inovadora e alegre, Sétimo Céu privilegia a alta qualidade das matérias-primas, bem como um design com identidade própria, quer ao nível da sofisticação dos pormenores, quer dos padrões. Produzida e desenhada totalmente em Portugal, a sua produção é limitada, de carácter único e quase exclusivo, estando agora disponível em linha.


1.11.10

Poema

Que teima a tua, Virgínia,
Em te quereres comparar
Com a amante do luar,
__ A sua Nictagínia!
Ela é tímida, ela é fria…
E tu fazes-me lembrar
O amoroso requebrar
D’uma flor d’Andaluzia…
Nictagínia… sê-o embora
Deixa que essa ideia, agora,
Na tua mente se acoite…
Mas, então, querida inquieta!
Imita a flor predilecta…
E namora… só de noite!...

Maria Veleda
(Poema seleccionado por Natividade Monteiro e dedicado à Cidade das Mulheres).