28.4.16

«Águas»


Por vezes as águas
são ternas
mas outra vezes
*
de arrasto
*
De sequestro e alabastro
de perder e se afogar
no seu rasto de anjo incerto
*
com asas de magoar
*
(inédito de Maria Teresa Horta)

Fashion Forward, Três séculos de Moda, Paris, 2016


Fotos: Gigi


Papéis de parede

Paris, 2016

27.4.16

Abril conferências mil

“Un relato necesario - Por un tratamiento ético de la violencia contra las mujeres"

Juana Gallego

Data do webinário: 28 de abril 2016 - 17h30 (hora de Portugal Continental)

Tema: La violencia contra las mujeres ha sido una práctica muy arraigada en la sociedad que no empezó a visibilizarse hasta que los movimientos feministas de los años 70 y 80 no lo sacaron a la luz pública. Abordada esporádicamente con un formato de “suceso”, no empezó a convertirse en problema hasta finales de los 90. Pese a la mayor sensibilidad de la sociedad sobre este tema, los medios aún no han encontrado la manera adecuada de tratarla. En este webinario haremos un repaso a la evolución sufrida por este tipo de violencia y reflexionaremos sobre la necesidad de un relato global para darle sentido a esta experiencia.

Juana Gallego é professora titular da Universidade Autónoma de Barcelona desde 1989. Especialista em Estudos de Género e Comunicação, em 2000, foi-lhe atribuído o Prémio de Investigação pelo Consell Audiovisual de Cataluña, bem como o Prémio Pioneiras da Investigação em Género e Comunicação, em 2012, pela Associació de Dones Periodistes de Catalunya.


Assistir à conferência aqui.
 

Mary!

 Wollstonecraft



25.4.16

Desfile 25 Abril. Sempre!











Fotos: Cristina L. Duarte


22.4.16

Chama

Como podes tirar de mim
o pensamento
um minuto que seja
em nossa cama?

Por ti eu tiro o sono
e enrodilho-o
queimando-o depois à cabeceira

Devagar, então, tiro-te a camisa
e tu despes-me a saia 
pela cabeça

E não há nada que queiramos
inventar
que entre nós meu amor
não aconteça


Só de Amor, «Chama», in Poesia de Maria Teresa Horta, Publicações Dom Quixote, Lisboa, 2009, p.72

Não quero viver sem ti

Não quero viver sem ti
mais nenhum tempo.
Nem sequer um segundo
do teu sono.
Encostar-me toda a ti
eu não invento.
Tu és a minha vida
o tempo todo.

Maria Teresa Horta


21.4.16

Filipa de Lencastre


                                                             Desenho: Surya

3.4.16

Schiaparelli by Becho



Sobre Elsa Schiaparelli aqui.

29.3.16

Paixões visuais



Tenho do amor profundo e do uso proveitoso dele 

um conceito superficial e decorativo. Sou sujeito a 

paixões visuais. Guardo intacto o coração dado a

mais irreais destinos.