Mensagens

A mostrar mensagens de Maio, 2008

Filmes no Porto

Imagem

19 Faces de Eva

Imagem
É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar.
Helena Vaz da Silva


Na próxima quarta-feira, dia 28 de Maio, às 18.30 é lançada a edição 19 da revista Faces de Eva (grupo de estudos sobre a mulher da FCSH/UNL) - cujo tema de capa é Helena Vaz da Silva - com apresentação de Guilherme de Oliveira Martins, no Centro Nacional de Cultura (Rua António Maria Cardoso, 68, Lisboa - a entrada faz-se pelo Largo do Picadeiro, nº 10).

e r a uma vez

Imagem

alkantara - palco de mundos

Imagem
... palcos da dança, com teatro, works in progress, encontros, e muitos espectáculos em Lisboa e convidados de várias partes do mundo. A frase «o nosso despojamento é feliz» foi retirado de um texto de Loup Abramovici sobre o espectáculo de Vera Mantero & Guests, «até que deus é destruído pelo extremo exercício da beleza» no alkantara festival, que começou ontem e vai prolongar-se até dia 8 de Junho. Vera espera por nós dias 1 (17H) e 2 de Junho (19h), no Teatro Meridional. Outro destaque da Cidade das Mulheres é o espectáculo de rua «Meu céu» de Clara Andermatt, criado para o festival Imaginarius e adaptado para o Castelo de S.Jorge (dias 3 e 4 de Junho - 22h30).

AnneMarie

Imagem

bom fim de semana

Imagem
Bom fim de semana, sim. E mais uma ideia para quem quiser usufruir dela. No domingo, começa em Lisboa o festival «Add-Wood», um acontecimento «underground, cujo principal objectivo consiste em aproveitar o lado bom do que existe de pior». Este auto-denominado «acrescenta-madeira» vai na sua 3ªedição e realiza-se entre 25 e 30 de Maio no Purex Club, no Bairro Alto. Dividindo-se entre performances, vídeos e instalações, o bar 'das portas laranjas' vai estar de braços aberto à nossa espera. A mostra de artes plásticas conta com a participação de Ana Vidigal; nas artes performativas, haverá propostas de Teresa Sobral, Joana Bárcia, Miguel Borges ou Rita Frazão, e uma das performances - diz-se, muito aguardada - de Patrícia Guerreiro e Ana Pérez-Quiroga, «As Aventureiras - O Regresso». Outro nome bastante esperado é certamente o de Tocha, que propõe este ano «O DJ Romântico Fugitivo». Toda a programação pode ser consultada aqui.Fotografia: Monsieur Soares.

maio 68

Imagem

Dia Mundial de Luta contra a Homofobia

No âmbito do Dia Mundial de Luta Contra a Homofobia, a Associação ILGA Portugal, em parceria com a Associação para o Planeamento da Família (APF), organiza hoje, dia 17 de Maio, pelas 16h, no Fórum Lisboa (antigo Cinema Roma), um debate dedicado à relação entre a discriminação com base na orientação sexual e a discriminação com base no género, chamando a atenção em particular para a discriminação das mulheres lésbicas.O painel de debate dedicado ao tema «Mulheres que amam mulheres: género, orientação sexual e discriminação» será moderado por Fátima Palma (APF) e contará com as presenças de Elza Pais (Presidente da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género), das juristas Dinamene de Freitas e Margarida Lima Rego e de Luísa Corvo, em representação da Associação ILGA Portugal. O debate será precedido da exibição de um episódio do filme If these walls could talk 2, que retrata a evolução da situação das mulheres lésbicas nos EUA.

domingo...

Imagem
... dia internacional dos museus

Violência doméstica é crime público

«A UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta manifesta o seu repúdio pelas declarações proferidas ontem, terça-feira, 13 de Maio, pelo bastonário da Ordem dos Advogados, Marinho Pinto, que alegou que a violência doméstica não deveria ser crime público porque o actual modelo inviabiliza a desistência do processo, caso a vítima o queira fazer.
Estas declarações primam pelo absurdo e constituem um retrocesso na luta pelos direitos humanos e na evolução das mentalidades. Se hoje em dia os casos de denúncia de violência contra as mulheres são uma realidade inquestionável isto deve-se ao facto de as mulheres sentirem hoje a confiança e o apoio da legislação em vigor assim como de uma maior consciência social de que a violência contra as mulheres é um atentado contra os direitos humanos.
O senhor bastonário proferiu ainda declarações erróneas, pois em matéria de violência doméstica o Código de Processo Penal prevê já mecanismos de suspensão de processo por parte da vítima sem “se ter de …

conversas...

... no tanque : 4ª feira – 21 de Maio – 21 h 30m. A caminho do Congresso Feminista 2008 (26, 27 e 28 de Junho) estão a decorrer no Chapitô desde Março «Conversas no Tanque». Na quarta, 21 de Maio, ocorre mais uma dessas conversas: «Direitos Humanos e Igualdades» com a participação de:

Elisabete Brasil
Lucília José Justino
Luisa Corvo
Maria do Céu Cunha Rego

Moderação de Maria Belo

Próxima conversa no tanque: 18 de Junho Feminismos e Controvérsias.

boa semana

Imagem

WFM !

A WFM Portugal, Young Women From Minorities, já nasceu e encontra-se a caminhar para um futuro que se deseja próspero. A WFM e a Procur.arte - Associação Social e Cultural promovem a Conferência de Abertura a decorrer no Hotel Amazónia Lisboa (Travessa Fábrica dos Pentes, 12 / 20, 9º andar, Sala Panorâmica A), a partir de amanhã, 10, até segunda-feira, 12 de Maio. Esta é apenas uma das primeiras actividades da organização em Portugal e o seu primeiro projecto, que tem como principal missão: partilhar realidades e desafios protagonizados por mulheres, prestando especial atenção àquelas oriundas de comunidades minoritárias; fornecer informação e análise sobre a imagem das mulheres nos Media em vários países europeus e mediterrânicos, promovendo uma discussão pública optimizada; empreender o intercâmbio entre estudos teóricos e experiências de Boas Práticas, focando assuntos fundamentais da actualidade tais como a Socialidade, a Identidade, a Igualdade, a Alteridade, o Diálogo e a Divers…

Reciclar e arrumar

Uma nova vida espera os livros já esquecidos nas prateleiras. Nos dias 13 e 14 de Maio, entre as 10h e as 20h, podemos entregar aquelas obras que começam a ganhar pó, para simplesmente trocar por outras ou contribuir para enriquecer o espólio de bibliotecas públicas nacionais ou de países de expressão portuguesa.
Ao aderir à iniciativa «Passe a palavra, deixe um livro…» os/as visitantes da feira do livro da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa(FCSH/UNL) estarão igualmente a adoptar uma atitude amiga do ambiente. «A troca de um livro usado por outro ou mesmo a sua doação contribui directamente para uma poupança de matérias-primas na impressão de um livro novo», sublinha Maria José Roxo, do Grupo de Ambiente da FCSH. «Esta é uma forma inovadora de R.A. – ou seja, reciclar e arrumar! É uma questão de pensar naquele livro, que não se lê, ou que se pensa ler um dia sabendo-se que nunca vai ser lido. Queremos partilhar conhecimento, tanto mais que há pesso…

O regresso das visões

Imagem
A partir da obra de José Luís Peixoto, «Cemitério de Pianos», a Karnart desenvolveu em 2007 uma performance-instalação com um grupo de actores/actrizes que regressa hoje àquele espaço na rua Escola de Medecina Veterinária 21, em Lisboa. A não perder «Visões sobre Cemitério de Pianos», direcção de Luís Castro, todas as quintas, sextas e sábados, pelas 22h30.

Deolinda espera por nós

Imagem
Mais logo, às 21h30, cantora e demais músicos, esperam por nós no cinema S.Jorge, em Lisboa. «Canção ao lado», primeiro disco do grupo Deolinda é assim apresentado ao vivo, numa noite a descobrir. «Vão sem mim, que eu vou lá ter»! A multidão, acima, é desenhada por João Fazenda, como os restantes desenhos da capa do disco. Lemos no interior, «Encarnam a Deolinda Ana Bacalhau - voz, Pedro da Silva Martins - guitarra clássica e voz, Zé Pedro Leitão - contrabaixo e voz, Luís José Martins - guitarra clássica, ukelele, cavaco, guitalele, viola braguesa e voz.

Mais Maio, mais Cinema

Imagem
No âmbito das comemorações dos 40 anos do Maio de 68 há cinema no Instituto Franco-Português esta semana, e de novo em Junho, mês de todos os feminismos, e em que irá ter lugar em Lisboa, organizado pela UMAR, o Congresso Feminista 2008.
O ciclo «Maio de 68 no Cinema», a decorrer desde segunda-feira, apresenta hoje na Av. Luís Bivar,91, pelas 19h00 «L'An 01» de Jacques Dollon, Alain Resnais e Jean Rouch (1973), e pelas 21h30 «La reprise du travail aux usines wonder» de Jacques Willemont e Pierre Bonneau (1968) e «Reprise» de Hervé Le Roux (1996). Todos os filmes são de entrada livre, e legendados em português. Uma programação a seguir até sexta-feira.

Nas fotos: capa do número especial do Magazine Littéraire sobre o Maio de 68 (Abril/Maio 2008), e cabeçalho de página interior (p.69), onde se lê o texto originalmente publicado no ML nº112-113, em Maio de 1976, assinado por «Quelques-unes d'entre elles».

U-mar-te no cinema

Imagem
No âmbito das iniciativas de divulgação do Congresso Feminista 2008, a UMAR (União de Mulheres Alternativa e Resposta) Porto realizará o ciclo de cinema «UMAR-te assim perdidamente...» entre 12 a 18 de Maio, na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto, com início às 21.00h. Durante uma semana serão exibidos filmes, abordando diversas temáticas relacionadas com os feminismos, seguidos de debate com especialistas convidados e convidadas. Cada vez mais perto do Congresso Feminista, a 26, 27 e 28 do próximo mês de Junho.

dia da mãe

Imagem
O filme eleito pela Cidade das Mulheres no Indie Lisboa 2008 é este: «The mother», de Antoine Cattin e Pavel Kostomarov (2007). O documentário debruça-se sobre uma família constituída pela mãe e pelos seus nove filhos. O nome dela é Liubov, que significa amor em russo. O público do Indie elegeu o filme de Teresa Prata, «Terra Sonâmbula», que se estreou aqui na longa-metragem, a partir do livro homónimo do escritor moçambicano, Mia Couto.

dia da trabalhadora

Imagem
Foi pelo trabalho que a mulher conseguiu diminuir a distância que a separava do homem, somente o trabalho poderá garantir-lhe uma independência concreta.
Simone de Beauvoir (1908-1986)