A revolução tem poesia (dentro) de um Portugal que o povo quis

Mulheres de Abril
somos
mãos unidas

certeza já acesa
em todas
nós

Juntas formamos
fileiras
decididas

ninguém calará
a nossa
voz

Mulheres de Abril
somos
mãos unidas

na construção
operária
do país

Nos ventres férteis
a vontade
erguida

de um Portugal
que o povo
quis

Mulheres de Abril, Maria Teresa Horta

Comentários

Ferma disse…
poema na cor certa - a de uma certa mulher de abril.

Mensagens populares deste blogue

PROTESTO!