«Águas»


Por vezes as águas
são ternas
mas outra vezes
*
de arrasto
*
De sequestro e alabastro
de perder e se afogar
no seu rasto de anjo incerto
*
com asas de magoar
*
(inédito de Maria Teresa Horta)

Comentários