21.2.09

carnaval sem krise


Chiquinha Gonzaga (Francisca Edwiges Neves Gonzaga) foi compositora e pianista. Em 1899 compôs Abre Alas, enorme sucesso de todos os Carnavais. Como feminista que era defendeu os direitos autorais dos compositores musicais, integrando em 1917 a Fundação da Sociedade Brasileira de Autores Teatrais, sendo a única mulher entre 21 homens. Morreu a 28 de Fevereiro de 1935, e reza a história que deixou o marido e os filhos para seguir a música.
[in Agenda Feminista 2009, coordenação Luísa Boleo, ed. Umar).

1 comentário:

Jaquelyne disse...

Que feliz coincidência!Ainda hoje estava a ouvir esta canção (ô abre alas).
Sem dúvidas, ela foi uma enorme mulher, desbravadora, aquela que teve a coragem de enfrentar o mundo machista com suas marchinhas!

Abraços,
Jaquelyne A. Costa